Campanha Doe Agasalhos

40 dias de Milagres

Tudo posso naquele que me fortalece. (Filipenses 4:13)

Notícias

O Assunto #547: Térmicas - emergência ou longo prazo?


Diante da situação crítica dos reservatórios, o governo vem recorrendo progressivamente a uma energia mais cara e mais poluente do que a extraída da água. O movimento agora ganha contornos de estratégia, a ser implementada por meio de leilões que vão implicar na manutenção, por vários anos ainda, de fatia generosa para as termelétricas na nossa matriz (hoje, elas respondem por cerca de 32% do total gerado, enquanto as hidrelétricas amargam sua menor participação histórica, em torno de 50%). Você pode ouvir O Assunto no g1, no GloboPlay, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music, no Hello You ou na sua plataforma de áudio preferida. Assine ou siga O Assunto, para ser avisado sempre que tiver novo episódio. Diante da situação crítica dos reservatórios, o governo vem recorrendo progressivamente a uma energia mais cara e mais poluente do que a extraída da água. O movimento agora ganha contornos de estratégia, a ser implementada por meio de leilões que vão implicar na manutenção, por vários anos ainda, de fatia generosa para as termelétricas na nossa matriz (hoje, elas respondem por cerca de 32% do total gerado, enquanto as hidrelétricas amargam sua menor participação histórica, em torno de 50%). Letícia Fucuchima, repórter do jornal Valor Econômico, traz detalhes sobre esses leilões e mostra como a atual política não favorece a expansão de energias limpas como a solar e a eólica. "O racionamento de 2001 inaugurou uma safra de termelétricas", relembra Diogo Lisbona, pesquisador do Centro de Estudos e Regulação em Infraestrutura da FGV, também entrevistado por Renata Lo Prete. Ele explica por que o consumidor não deve esperar refresco tão cedo. "Tem termelétrica que gera energia ao custo de R$ 2 mil o megawatt hora", compara, enquanto no mercado o custo médio é de R$ 250. O que você precisa saber: ONS: energia gerada por termelétricas é recorde em julho GNA I: segunda maior usina termelétrica do Brasil entra em operação MEIO AMBIENTE: os riscos do uso de termelétricas no interior de SP CONTA MAIS CARA: nova bandeira tarifária deverá encarecer conta VÍDEO: Um terço da energia elétrica usada no Brasil está saindo das termelétricas O podcast O Assunto é produzido por: Mônica Mariotti, Isabel Seta, Arthur Stabile, Luiz Felipe Silva, Thiago Kaczuroski e Giovanni Reginato. Neste episódio colaboraram também: Gabriel de Campos e Ana Flávia Paula. Apresentação: Renata Lo Prete. Comunicação/Globo O que são podcasts? Um podcast é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde a gente quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio, a gente acha na internet. De graça. Dá para escutar num site, numa plataforma de música ou num aplicativo só de podcast no celular, para ir ouvindo quando a gente preferir: no trânsito, lavando louça, na praia, na academia... Os podcasts podem ser temáticos, contar uma história única, trazer debates ou simplesmente conversas sobre os mais diversos assuntos. É possível ouvir episódios avulsos ou assinar um podcast ? de graça - e, assim, ser avisado sempre que um novo episódio for publicado.

Auxílio Emergencial 2021: veja quem recebe os pagamentos da 6ª parcela nesta terça


Pagamentos seguem até 30 de setembro para beneficiários do Bolsa Família, e até 3 de outubro para os demais. A Caixa Econômica Federal (Caixa) paga nesta terça-feira (28) a sexta parcela do Auxílio Emergencial a mais um grupo de beneficiários. Quem recebe agora são os trabalhadores que não fazem parte do Bolsa Família nascidos em julho. Também nesta terça, recebem a ajuda os beneficiários do Bolsa Família com NIS encerrado em 8. Veja perguntas e respostas Veja o calendário completo Saiba como contestar se você teve o beneficio negado Beneficiário precisa estar com o CPF regular; saiba como fazer SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL Para que não faz parte do Bolsa Família, os recursos serão depositados em poupança social digital da Caixa, e estarão disponíveis inicialmente para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências para quem receber a 6ª parcela nesta terça serão liberados em 13 de outubro. Para os trabalhadores que fazem parte do Bolsa Família, os pagamentos são feitos da mesma forma que o benefício original, com depósito em conta. Auxílio emergencial 2021: regras da prorrogação Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial, pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/ VEJA QUEM RECEBE NESTA TERÇA: trabalhadores que não fazem parte do Bolsa Família, nascidos em julho beneficiários do Bolsa Família com NIS encerrado em 8 A Caixa lembra que os recursos também podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem e na rede lotérica de todo o país. Como realizar o saque Para sacar o dinheiro, é preciso fazer o login no aplicativo Caixa Tem, selecionar a opção ?saque sem cartão? e ?gerar código de saque?. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. O código deve ser utilizado para saque em dinheiro nas agências, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui. As agências da Caixa abrem de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h. Não é preciso madrugar ou chegar antes do horário de abertura. Todas as pessoas que procurarem atendimento durante o horário de funcionamento serão atendidas. Continua disponível aos beneficiários a opção de utilização dos recursos creditados na poupança social digital para a realização de compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços. Com o aplicativo Caixa Tem, também está disponível a funcionalidade para pagamentos sem cartão nas cerca de 13 mil unidades lotéricas do banco. Calendários de pagamento Segundo o governo, o novo calendário é o definitivo. O presidente Jair Bolsonaro afirmou que a ideia é não mais prorrogar o benefício após o pagamento da sétima parcela. Veja abaixo os calendários de pagamento. BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA Auxílio Emergencial 2021 - beneficiários do Bolsa Família Economia G1 BENEFICIÁRIOS FORA DO BOLSA FAMÍLIA Calendário atualizado de pagamentos do Auxílio Emergencial 2021 Economia G1 VÍDEOS: as últimas notícias sobre o Auxílio Emergencial o

Acidente em mina subterrânea da Vale deixa 39 trabalhadores presos no Canadá; resgate foi iniciado


Os funcionários sairão por meio de um sistema de escada de saída secundária com o apoio da equipe de resgate da mineradora. Nenhum deles ficou ferido. Vale trabalha para resgatar 39 trabalhadores presos em mina subterrânea no Canadá Reuters A mineradora Vale prevê resgatar ainda nesta segunda-feira todos os 39 trabalhadores que estão presos na mina subterrânea Totten em Sudbury, Ontário, no Canadá, desde um incidente na tarde de domingo, informou a companhia, em comunicado à imprensa. Segundo a Vale, uma pá escavadeira que estava sendo transportada no acesso à mina subterrânea se desprendeu, bloqueando o "shaft" (abertura vertical por onde passam as instalações) e, com isso, indisponibilizando o meio de transporte dos empregados. Os funcionários sairão por meio de um sistema de escada de saída secundária com o apoio da equipe de resgate da Vale, que já alcançou os mineradores e iniciou a movimentação, segundo a empresa. Canadá: 39 funcionários da Vale ficam presos em mina após acidente "Ninguém está ferido, o que é nossa preocupação número um, e os trabalhadores tiveram e continuam tendo acesso a água, alimentos e remédios", disse a companhia. Imediatamente após o incidente, os funcionários seguiram para os postos de refúgio como parte dos procedimentos previstos, segundo a companhia, que destacou estar em comunicação frequente com eles desde o ocorrido. "Estamos fazendo tudo o que podemos para garantir a segurança desses funcionários e forneceremos novas atualizações assim que estiverem disponíveis", afirmou. Nos primeiros seis meses de 2021, a mina de Totten produziu 3.600 toneladas de níquel, disse a Vale, acrescentando que a produção na mina está temporariamente suspensa. A empresa disse ainda que está avaliando as medidas necessárias para retomada da produção.

Congresso derruba veto e retoma suspensão temporária da prova de vida no INSS

Medida, que vai à promulgação, valerá até o dia 31 de dezembro; ao vetar dispositivo, presidente disse poderia levar a ?pagamentos indevidos? do benefício. Senadores e deputados decidiram nesta segunda-feira (27) derrubar um veto presidencial a um dispositivo que suspende, até o fim deste ano, a exigência da prova de vida para aposentados e pensionistas beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). No Senado, foram 54 votos a 8 pela derrubada do veto. Na Câmara, foram 353 pela rejeição e 110 pela manutenção do veto. Com a rejeição, o dispositivo vai à promulgação. As sessões do Congresso costumam ser feitas de modo conjunto, com a presença de deputados e senadores em plenário. No entanto, em razão da pandemia do novo coronavírus, as sessões têm sido realizadas separadamente. Ao vetar o dispositivo da lei, o presidente Jair Bolsonaro argumentou que a suspensão da prova de vida poderia levar ao pagamento indevido de benefícios. Veja abaixo: Bolsonaro veta suspensão de prova de vida do INSS até 31 de dezembro A prova de vida do INSS é feita anualmente pelo segurado e tem como objetivo evitar fraudes e pagamentos indevidos de benefícios. Em razão da pandemia, a medida foi suspensa em 2020, mas retomada em junho deste ano. Desde então, o INSS pode bloquear os benefícios de quem não fez a prova de vida. No dia 11 de agosto, o Senado aprovou a suspensão da comprovação até o fim de dezembro. O principal argumento é que a medida ainda é necessária para evitar a contaminação pela Covid-19. O texto foi vetado. Para justificar o veto, o governo Jair Bolsonaro defendeu que há outras formas para realizar a prova de vida, inclusive com prazo escalonado. "Para aqueles com dificuldades de locomoção ou para idosos acima de oitenta anos que não tenham constituído procurador ou não possuam representante legal cadastrado, há a possibilidade de comprovação de vida por meio de visita de servidor público do INSS à residência do titular", diz a justificativa do veto.

Crise hídrica: representantes de cidades da região de Sorocaba assinam decreto de alerta geral


Empresa responsável pela represa de Itupararanga emitiu um alerta. Caso não chova, a quantidade disponível seria suficiente para abastecer as cidades da região por mais 100 dias, até atingir o volume morto. A Prefeitura de Sorocaba (SP) não descarta o racionamento. Representantes de cidades da região de Sorocaba assinam decreto de alerta geral Reprodução / TV TEM Os representantes de dez cidades da região de Sorocaba (SP) se reuniram nesta segunda-feira (27) para discutir a crise hídrica e assinaram um decreto de alerta geral. O grupo vai se reunir a cada 15 dias para adotar novas medidas. O decreto começa a valer a partir de terça-feira (28). A empresa responsável pela represa de Itupararanga apontou que, atualmente, o volume útil está em 23,76% da capacidade total. Caso não chova, a quantidade disponível seria suficiente para abastecer as cidades da região por mais 100 dias, até atingir o volume morto. A Prefeitura de Sorocaba não descarta o racionamento. Representantes da região assinam decreto de alerta geral em reunião sobre a crise hídrica Este ano choveu menos da metade do que era previsto em Sorocaba. A média histórica, segundo a Defesa Civil do estado de São Paulo, é de 939,8 milímetros entre janeiro e setembro. Porém, neste ano, de janeiro até o último fim de semana choveu apenas 443,6 milímetros. O Ministério Público pediu que a empresa Votorantim energia faça um estudo apontando os dez pontos críticos que afetam diretamente os recursos hídricos. Veja mais notícias da região em g1 Sorocaba e Jundiaí VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM

Programação IEQ

09:00 Culto da Manha
Local: Templo
Obs:
15:00 Culto da Tarde
Local: Templo
Obs:
19:30 Culto de Libertação
Local:
Obs:
19:30 Culto da Noite
Local: Templo
Obs:
09:00 Culto da Manha
Local: Templo
Obs:
15:00 Culto da Tarde
Local: Templo
Obs:
19:30 Culto da Noite
Local: Templo
Obs:
19:30 Culto da Noite
Local: Templo
Obs:
09:00 Culto da Manha
Local: Templo
Obs:
15:00 Culto da Tarde
Local: Templo
Obs:
19:30 Culto da Noite
Local: Templo
Obs:
17:00 Culto da Tarde
Local: Templo
Obs:
08:00 Escola Dominical
Local: Templo
Obs:
09:00 Culto da Manha
Local: Templo
Obs:
17:00 Culto da Tarde
Local: Templo
Obs:
19:00 Culto da Noite
Local: Templo
Obs: